Pages

terça-feira, 13 de março de 2007

Aulas no laboratório...

Sexta passada vi microrganismos no microscópio!! Aprendi o básico para mexer no microscópio óptico e foi bem legal!

Hoje vimos ossos humanos macerados. (A aula de anatomia foi uma introdução sobre ossos, e ficaremos em ossos da face por mais algumas semanas porque é o que nos interessa...)

Adoro as aulas no laboratório :-)

Estou lendo um livro chamado "Boca! - Tudo o que você precisa saber para ter um sorriso saudável", do dentista Fábio Bibancos. É o tipo de livro que eu recomendaria para todos os meus colegas da faculdade e dentistas também! Muito bom. Nesse livro encontrei alguns números interessantes (dados de 2005):

61% dos dentistas estão na região sudeste;
57% dos dentistas brasileiros são mulheres;
No estado de São Paulo há quase 70 mil dentistas, enquanto em Roraima há 212 (vou me formar e trabalhar em Roraima! *risos*... se bem que deve ser f* sair de São Paulo - um lugar onde tenho basicamente tudo, onde estão os melhores recursos e cursos da área - para ir para Roraima!);
11% dos dentistas do mundo todo estão no Brasil.

A profª de odonto coletiva comentou que fizeram uma projeção, em números, e que (se não me engano) em 2030, no Brasil, todo mundo vai ter um(a) dentista na família e que o país vai ter um dentista para cada cinco habitantes. Estarrecedor, né?

Sinceramente, acho uma irresponsabilidade o governo permitir que se abram tantos cursos de odonto (medicina, direito, etc.) em universidades particulares que não oferecem conhecimento suficiente para os alunos... e em cursos da área da saúde a coisa é mais grave, porque pequenos erros/deslizes podem levar o paciente à morte ou causar estragos irreversíveis e isso vai se refletir diretamente na vida da pessoa!! Talvez possa parecer que estou com medo da "competição de mercado", mas posso afirmar que tanto eu quanto a maioria dos alunos de universidades públicas (de qualquer curso) nos garantimos, porque os professores são bem preparados e exigentes e o diploma não está condicionado ao fato de pagarmos ou não mensalidade... quem não atingiu a média mínima para ser aprovado em tal matéria/não aprendeu/assimilou quase nada, não é aprovado e pronto, faz tudo de novo no ano seguinte. Voltando um pouco aos erros de profissionais da área da saúde que podem provocar a morte do paciente ou danos irreversíveis a ele, é horrível pensar que isso pode acontecer com alguém da nossa família ou amigos ou vizinhos... por isso, eu acho que o assunto é muito sério, aliás, as coisas nesse país deveriam ser levadas mais a sério... Será que é o sol? Muito sol na cabeça das pessoas faz com que se comportem de modo inesperado e inconseqüente?

Nenhum comentário: