Pages

quarta-feira, 11 de abril de 2007

Provinha de anato

Hoje tivemos uma "provinha" de anatomia para avaliarmos nosso conhecimento/o quanto conseguimos assimilar/o quanto precisamos estudar/o que precisamos estudar mais. E eu rodei. Tirei 2,04 (!!) de 10,0. Acertei 6 questões de um total de 30. Se eu fiquei chateada? Pior que não (como sou cara de pau!), porque eu não tive tempo de estudar e já era de se esperar que eu não fosse bem mesmo, mas essa prova não valia nota, era só uma prova para avaliação pessoal ou algo do tipo... e, por falar nisso, o projeto de tradução ainda está comigo e preciso entregá-lo hoje (agora são 3:02 da manhã e eu não sei quando vou poder dormir, talvez só amanhã à noite, quando eu voltar da facu). Quando fico vários dias quase sem dormir, me sinto drogada e fico querendo ser abraçada e dormir no colo de alguém, é uma coisa deveras esquisita... - espero que isso não afete o meu cérebro quando eu crescer.

Teve uma parte engraçada em que uns colegas ficavam perguntando uns pros outros: "Quanto você tirou?" e, na hora, pensei comigo: "Coisa de meninos, essa competição para ver quem é o 'melhor'...". De certa forma, é bom estudar numa sala mista (número equilibrado entre mulheres e homens) porque posso analisar o comportamento do sexo oposto mais de perto. E inferir teorias sobre a diferença entre os sexos. Em tradução, que eu me lembre, nunca aconteceu isso de as meninas (havia poucos meninos na sala) perguntarem: "Quanto você tirou?". Às vezes eu sentia uma certa competição velada de notas, mas nada como o que presenciei hoje. Mas o F., que senta com a gente (comigo, J. e B.) na bancada, comentou algo legal, em resposta à pergunta sobre a nota dele: "Não estou muito preocupado com isso [de não ter tirado 10, de não ter tirado a melhor nota da sala]...". O F. é legal :-), eu gosto de como ele vê as coisas.

Por outro lado, um colega não fazia idéia de que íamos ter essa provinha hoje. É um menino cujo nome eu ainda não sei e que nunca leva caderno, livro, materiais (uma outra colega que observou esse comportamento dele e rimos ao comprovar que é verdade!). Existem pessoas de todo tipo na minha sala...

Amanhã começo um tipo de estágio no pronto-socorro (será que essa palavra tem hífen?) da faculdade. Comprei umas roupas brancas hoje, a E. me deu luvas, máscara e touca e... vambora colocar a mão na massa!

Ainda preciso ver como fazer para participar de projetos sociais promovidos pela faculdade e também de pesquisas que envolvam práticas voltadas para "odonto social". É o tipo de coisa que me atrai e que eu faria com gosto.

Nenhum comentário: