Pages

sábado, 21 de julho de 2007

Amor à Flor da Pele - Wong Kar-Wai

Assisti a esse filme há umas duas semanas. Estava digitando um post sobre ele, ainda sob a "euforia" de ver um filme tão bom, quando, de repente, a rede (internet) caiu e eu perdi tudo (!).

Bom, o filme é esteticamente lindo, a trilha sonora também é boa e a história é contada de um jeito que eu ainda não tinha visto no cinema.

Nos anos 60, em Hong Kong, dois casais se mudam para um prédio e ficam sendo vizinhos. Chow Mo-Wan, um jornalista, e Su Li-zhen, uma secretária, desenvolvem um certo tipo de cumplicidade, pois seus companheiros sempre viajam a trabalho. Um certo dia, Chow deduz/descobre que sua esposa está saindo com o marido de Su e eles passam a simular o que seus companheiros fazem/faziam/fizeram. De quem e como foi a proposta de saírem juntos, como Su reagiria se o próprio marido respondesse a ela que está, sim, saindo com a vizinha, etc. É muito legal porque primeiro vemos a cena em que eles estão representando a situação vivida por seus pares (Su representa a esposa de Chow e vice-versa), mas não é mostrado que eles estão representando, só depois da cena é que algum deles faz algum comentário, explicando que aquilo é só uma simulação, não é preciso tanta tensão, choro, desespero. É como se eles ensaiassem a vida como se, ensaiando, eles estivessem se preparando para viver a situação quando tivessem que passar por tudo aquilo.

Eles se apaixonam. E, em uma das cenas, Chow diz que, em outras palavras, entendia a esposa porque ele também não podia controlar os sentimentos dele e não podia julgar a esposa pelo que ela fazia, porque ela podia estar sentindo pelo esposa de Su o mesmo que ele estava sentindo pela Su.

É uma história muito bonita, contada de um jeito bem original. É um dos melhores filmes que já vi na vida!

Os vestidos estilo chinês, de gola alta (essa roupa tem um nome), que a atriz usa são lindos! Ela é esguia, então fica muito elegante neles!! Daí ela usa essa roupa (cada dia ela está com um diferente, todos lindos) e também um coque... além de elegante, é sensual.

Gostei demais do filme!

Nenhum comentário: