Pages

domingo, 30 de setembro de 2007

Alugo o Meu Corpo - Paula Lee

Li "Alugo o Meu Corpo", da Paula Lee, logo após ler "Marketing para Dentistas", do Plínio Tomaz. Sim, sim, sou eclética! *risos*

Ganhei o livro de presente e autografado da própria Paula Lee, que é brasileira, carioca, mas mora atualmente em Portugal (Lisboa). Fiquei emocionada com o carinho.

A Paula escreve o blog Amante Profissional, que eu comecei a ler há um bom tempo, enquanto pesquisava sobre prostituição, garotas de programa, etc., porque estava tentando construir uma personagem que era garota de programa de um conto que eu pretendia escrever. Queria ler blogs/diários de garotas de programa para humanizar a minha personagem, não queria que ela fosse caricaturizada. Muitas pessoas são preconceituosas, costumam falar de coisas que não sabem, mas eu parti de questões como: "O que pensa uma garota de programa?", "Como ela vê o mundo?", "Como é fazer parte de um grupo discriminado pela sociedade?", "Como ela lida com a vida profissional e a vida pública?", "Como será que é 'ter de' dormir com vários homens diferentes, colocar o corpo à disposição de estranhos?", etc.

Além de ler o blog da Bruna Surfistinha e da Madame Bela, descobri o blog da Paula Lee e nunca mais parei de ler. Ela escreve muito bem!! Até escrevi um e-mail para ela, perguntando se ela tinha estudado letras ou jornalismo ou alguma coisa afim, mas ela disse que, por enquanto, ainda não pôde fazer faculdade. Depois disso, trocamos mais alguns e-mails - ela é muito simpática, parece ser uma pessoa incrível e tem uma garra e força de vontade eu admiro.

Quanto ao livro, a Paula conta um pouco sobre a vida dela no Rio de Janeiro, de quando ela trabalhava como atendente de linhas eróticas, como era difícil ter de trabalhar para pagar as contas, sobre assédio no trabalho que ela conseguiu (que não tinha nada a ver com linhas eróticas), e de como foi sua iniciação enquanto garota de programa. Diferente do que a maioria das pessoas possa pensar, a Paula não "tinha vocação para ser puta" e por isso resolveu seguir essa profissão; ela é uma garota comum, que de repente optou por seguir esse caminho, talvez por falta de opção, e outro tanto por vontade de arriscar e conhecer.

Ela fala também sobre a vida enquanto garota de programa em boates, de colegas de profissão, de pessoas que a ajudaram, de pessoas que não valem nada. Chorei quando li algo que ela já tinha me contado por e-mail uma vez, mas sem muitos detalhes: logo quando ela chegou em Portugal, fazia uns três dias que ela não comia, porque não tinha dinheiro, porque queria poupar para quitar a dívida da passagem de avião e, quando uma colega da boate percebeu que ela não estava se alimentando por esse motivo, pagou pratos de sopa para ela por várias noites. Isso tocou muito a Paula também, inclusive porque essa menina se drogava... e é inusitado uma pessoa drogada oferecer ajuda, sendo que ela mesma precisava de muita ajuda.

Gostei muito do livro e recomendo. Espero que a Paula/editora Dom Quixote, em Portugal, consiga fazer com que o livro seja publicado no Brasil.

Para saber mais sobre o livro, clique aqui (a Paula também escreve um "blog do livro").


4 comentários:

Anônimo disse...

necessario verificar:)

sağlık disse...

Muito bom site. Graças aos esforços do passado.

Anônimo disse...

Si, probabilmente lo e

algevis disse...

I would recommend this site for a breast reduction surgery.

Saç Ekimi Öncesi Sonrası
Saç Ekimi Doktoru
Saç Ekim