Pages

segunda-feira, 8 de dezembro de 2008

Outro tipo de exame

Só para constar: hoje fui fazer exame demissional (ainda bem que pra esse não se precisa estudar!).

Quando se trabalha para alguma empresa, é preciso fazer o exame admissional e, de ano em ano, o mesmo exame, para saber se está tudo ok (eu tinha acabado de fazer esse!) e, quando se sai do trabalho (por conta ou quando se é despedido), existe o exame demissional. Tudo consiste numa mesma coisa que, em geral, dura dois minutos. A empresa contratante ou que demite ou de onde você está saindo por vontade própria dá um papel, solicitando o exame e você vai a um lugar específico, onde esse exame é feito por um médico do trabalho. Entrega o papel e um documento para alguma moça do balcão e aguarda ser chamado. Quando se é chamado, entra-se em uma outra sala, e o médico mede a pressão em uns 30 segundos ou menos e ausculta por um minuto (talvez menos), pedindo para respirar fundo uma vez, enquanto pode ou não estar fazendo outras coisas (falando com alguma moça, mexendo no laptop, etc.). Esse médico me dá um certo desespero porque é obeso, parece ter problemas cardíacos, pressão nas alturas e respirar com dificuldade. "Eu acho que o senhor deveria medir a própria pressão, o que o senhor acha?" =P Quase pergunto. Exame em mãos, meu pai me levou até o convênio, deixei com o Léo, que estava na recepção, e desci correndo as escadas, porque meu pai estava estacionado numa vaga que não era do convênio e eu tinha pressa.

Ah, antes de ser atendida, consegui ler mais algumas páginas de "Fahrenheit 451", que eu queria ler faz tempo, desde que vi o filme. E o Waldi (que tem uma comunidade no Orkut sobre o livro e o filme) me deu um empurrãozinho também. Estou amando, amando! Tem um trecho que quero postar aqui. Semana que vem, talvez (o trecho é meio longo). O Ray Bradbury, que escreveu isso nos anos 50, é um gênio! O livro é muito, muito atual!

Nenhum comentário: