Pages

segunda-feira, 30 de março de 2009

Canela para purificar a semana...

Meus dias estão ficando cada vez mais fabulosos.

Hoje conheci pessoalmente a tradutora que "passou mal" traduzindo o livro de bruxaria e não quis mais. Ela foi entregar umas coisas e pegar outras lá na editora.

Desci para o térreo para atender essa tradutora e, quando eu olho para o lado, duas bacias com um monte de doces (maria-mole, e nem sei mais o quê), perto de um dos Ganeshas e também de duas espadas na vertical, encostadas na parede, com a ponta para baixo. Fiquei olhando aquele... cenário (?) por uns segundos, minha mente não conseguia processar aquilo - para mim era muito surreal. Aí eu falei para a tradutora entrar nesse tipo de antessala (ante-sala? ah, foda-se o novo acordo) e se sentar à mesa para poder assinar uns contratos e, conversando, nem percebi que a mesa estava suja, ela que falou "nossa, essa mesa está suja"... levei um susto porque estava MUITO suja, parecia pó de estrada de chão batido. Passei a mão sobre a mesa e minha mão ficou marrom :o). Cheirei: era canela. MUITA canela em pó espalhada sobre a mesa. Quando eu vi já tinha sujado a capa do livro, me sujado, que alegria. Aí vem a senhora responsável pela limpeza e fala: "Ah, desculpa, mas não posso limpar nada sem autorização!". É um mundo muito fantástico, eu me sinto completamente fora da realidade, da minha realidade, pelo menos, e às vezes falo para mim mesma: "bem-vinda ao fantástico mundo de Madras!".

Gostei dessa tradutora, achei meio parecida com a Marisa Monte, tem uma energia muito boa, eu me senti bem perto dela. Pouco antes de se despedir, ela insistiu para que eu acendesse uma vela para o meu anjo da guarda quando fosse terminar de traduzir o tal livro de bruxaria. Não esquecerei! =)

Um comentário:

Crisão disse...

HAHA gostei da tradutora que parece a Marisa Monte e não quer mais traduzir bruxaria.... :P