Pages

sábado, 30 de maio de 2009

All about my mom

Em São José de novo nesse fim de semana, porque hoje é aniversário da minha mãe.

Quinta fui comprar um presente num shopping perto do trabalho. Queria poder dar algo mais de sentir e menos de ter (como uma viagem de Dia dos Namorados para ela e meu pai, por exemplo), mas, por enquanto, ela ficou feliz com a bolsa do Snoopy mesmo.

Sábado nublado-meio-ensolarado, preparativos para churrasco no quintal de casa (acho que deve ter queijo no espeto para mim, e com sorte, talvez peixe assado em papel alumínio) e bolo de aniversário para desnortear os sentidos. Minha tia já chegou, batian e ditian também. Minha cunhada.

"All about my mom", mas, na verdade, nem sei bem o que escrever. É uma mãe meio possessiva, mas incontestavelmente uma boa mãe. Não consigo dizer o quanto ela influenciou na pessoa que sou hoje - acho que saí mais psicologicamente parecida com meu pai -, mas fico contente por ela ser minha mãe nessa vida. Tem habilidades culinárias surpreendentes (que ainda pretendo, aos poucos, adquirir), memória espacial muito boa - ela é o GPS do meu pai quando ele dirige, sem ela, ele provavelmente seria um perdido como eu -, "uma filha, uma mãe e esposa dedicada" (clichê, mas é verdade). Não sei até que ponto essa dedicação influenciou a vida e os sonhos dela; parece que ela assumiu como missão ser uma boa mãe e se esqueceu um pouco dela (?). Não sei, é só uma impressão.

É muito mais emotiva que racional, gosta de flores e de televisão (programas do "Animal Planet", entre outros), gosta de cachorros, adora a Brisa. Me ensinou a não jogar papel no chão, me ensinou a ser comprometida com as pessoas e jogar limpo. Tem pavor de roupas sem passar, como as que eu uso - comprei um ferro elétrico mês passado, mas ainda não sei se funciona, porque ainda não passei nenhuma roupa.

Não sei o que ela mais queria na vida. Realmente não tenho ideia. Mas não me surpreenderia se a resposta dela fosse qualquer coisa do tipo: "Eu queria que você e o Alan [meu irmão] fossem felizes". Altruísmo extremo. That's my mom.

Nenhum comentário: