Pages

segunda-feira, 29 de junho de 2009

Tragédias cotidianas

Não estou me sentindo muito bem e não sei exatamente o que é.

Estou com problemas de entupimento no apartamento. Esses dias fui tomar banho e a água, que não está escoando, foi parar no corredor. Aí veio um vizinho perguntar se eu tinha esquecido a mangueira da máquina de lavar fora do tanque. Como se eu tivesse uma máquina de lavar! É o entupimento mesmo; falei que entraria em contato com a imobiliária para que o dono do prédio resolvesse a situação. Cansaço. Não queria ter que pensar nessas coisas.

No trabalho, estou me sentindo sobrecarregada, parece que nunca vou conseguir resolver tudo; sempre tem gente me pedindo coisas, cobrando coisas. Estou me sentindo incompetente. Estou me auto-cobrando resultados, que nunca chegam. Estou com vontade de me auto-flagelar.

Hoje me deu vontade de ir a uma igreja, qualquer igreja, chorar e rezar e pedir proteção. Às vezes acho que não vou aguentar. Hoje eu só queria que alguém me dissesse que tudo vai ficar bem, mesmo que seja mentira.

À tarde, recebi um e-mail de um tradutor que trabalhou no mesmo cargo que eu há algum tempo e ele começou o e-mail mais ou menos assim: "Como você está? A essa altura deve restar muito pouco da sua sanidade, né?". Rá.

2 comentários:

Crisão disse...

Tudo vai ficar bem. E não é mentira.

Graças a Deus, tudo na vida é cíclico, principalmente estes empregos de merda.

aline naomi disse...

Valeu pelo apoio moral, Cris! ;)

Às vezes perco essa noção de que tudo é cíclico e a situação do momento parece eterna. Mas não é. Sei que não é. Não pode ser! =)

Beijo!