Pages

quinta-feira, 30 de julho de 2009

Presente do dia

Hoje no trabalho ganhei uma página FTP só pra mim! \O/ Perguntei para o Carlos, que é gerente do TI que não atualiza nunca o meu sistema, se ter minha própria FTP seria possível, ele disse que sim e a página foi criada hoje mesmo (não é incrível a eficiência de alguns colegas de trabalho?!). Aliás, o Carlos me passa uma energia tão boa. Ele parece estar sempre bem, leve, como se tivesse acabado de meditar.

Bom, pedi a FTP porque algumas editoras internacionais não vão enviar livros em papel para análise (embora o editor prefira muito mais ter o livro em mãos para análise do que em arquivo eletrônico - na verdade, eu também... ainda não superei o fetiche de folhear livros em papel), porque isso gera custos altíssimos... e como alguns arquivos são gigantescos, também não tem como eles enviarem por e-mail. Pensei um pouco e, como o gerente de produção usa bastante a FTP dele e às vezes entro em contato com as editoras para elas enviarem as imagens de livros que estão sendo produzidos direto para essa página, achei que talvez eu também poderia ter a minha própria - para que os arquivos que eu fosse receber não se misturassem com os arquivos recebidos dele... e meu desejo foi concedido. EEEEEEEEEEE! Agora tenho FTP com login no meu nome e senha só minha. Fiquei contente. Uma ferramenta a mais para facilitar a minha vida trabalhística.

Hoje resolvi várias questões com o editor e isso me deixou mais tranquila também - começa a me dar um certo desespero quando começa a juntar várias coisas que eu não tenho autonomia para resolver sozinha e ele não me chama na sala dele para conversar...

Sim, continuo empolgada com o trabalho. Por um aumento de salário, eu trabalharia até meia-noite todo dia, para deixar tudo "redondo", sem acúmulos nem pendências (workaholic, quem? =P). Gosto mesmo muito de trabalhar com isso tudo. Para mim não é um "sacrifício" ter de ir para o trabalho - na maioria das vezes, é muito prazeroso e estimulante. Estou encarando os problemas como desafios (tipo um video game, em que a gente precisa superar uma fase, encontrar uma solução para passar para a fase seguinte). Tudo é aprendizado, tudo é experiência. E hoje me sinto: crescendo.

Ainda não consegui arrumar a minha mesa, mas aos poucos estou mudando uns livros e catálogos para a mesa à minha esquerda. Bobagem minha, mas tenho medo de esquecer onde coloquei tal livro ou tais papeladas... mas aos poucos vou analisar todos os livros que estão na minha mesa e, se o editor não quiser editar nada, vou encaixotar tudo... embora tenha uns títulos bem interessantes. E, o mais legal *expectativas* é que solicitei um livro com a biografia da Diane Arbus que vai sair daqui uns dois meses por uma editora francesa. Se o editor topar fazer, quero traduzir!! O filme "A Pele", indicado pelo meu ex-professor-de-literatura-francesa-atual-amigo Orlando, foi baseado na vida dessa fotógrafa (a Nicole Kidman, linda como sempre, fazia o papel de Diane). Desde que vi o filme, fiquei fã do trabalho dela. Fotos de pessoas comuns, mas "anormais", em preto e branco - adoro.

Entre ontem e hoje uma amiga conseguiu realizar um desejo. Fiquei tão feliz por ela, porque ela merece tanto, tanto. Sempre fico feliz quando vejo pessoas realizando sonhos e projetos, porque me dá a sensação de que um dia também vou conseguir tudo que quero, da forma como quero.

Amanhã vai ser legal: será sexta e vamos ter fondue na casa do Dan!

Nenhum comentário: