Pages

sexta-feira, 28 de agosto de 2009

"Você consegue se imaginar...

... vivendo com a mesma pessoa até o fim da vida?"

Fazendo um gancho com o post anterior, esses dias troquei umas ideias com a Sol por e-mail e ela me fez essa pergunta. Aí eu respondi que não. Não sou tão romântica como a maioria das meninas (meu romantismo é mais "imediato", gosto de proporcionar momentos e sensações inesquecíveis para as raras pessoas que gosto-adoro-amo - independente do tempo que a relação vá durar); não espero nada, não cobro nada, não espero que a relação vá durar e muito menos para sempre. Eu sei que tudo dura o suficiente. Sinto que estou de passagem e a pessoa também e, mais dia, menos dia, um(a) de nós vai querer ir embora - e então cada um(a) seguirá o seu caminho. Depois do encontro, seremos outro(a)s, estaremos diferentes, transformado(a)s, mais amplo(a)s, talvez melhores. Na verdade, eu nem penso nessa questão de "vai ser para sempre" quando estou com alguém. Alguns amigos disseram que isso acontece porque nunca "amei de verdade" (será?), mas que quando eu encontrar a pessoa certa, não vou querer desgrudar dela (não consigo me imaginar nessa situação!). Eu não estou procurando, vou esperar ser encontrada - mais fácil e menos cansativo! Esse assunto me dá uma certa preguiça.

No momento, me sinto bem sozinha (amo essa sensação de liberdade!, de poder ir e vir e fazer o que quiser, sem ter de dar satisfações ou explicações). Se fosse para estar com alguém, eu teria de sentir muita confiança e a pessoa não poderia me sufocar e nem ficar me cobrando para ser o que não sou e para eu fazer o que não quero e nunca citar a palavra "casamento" (pânico nível 2). Tenho medo de relações doentias e sufocantes (pânico nível 4). Se for para ficar com alguém, terá de valer muito a pena, porque, para isso, estarei sacrificando uma das coisas mais valiosas para mim: a minha liberdade.

Tipos que chamam a minha atenção:

- os inteligentes ("inteligência é afrodisíaco");
- os que são sempre surpreendentes;
- os que têm assunto e sabem conversar;
- os que cozinham (acho o máximo as pessoas que sabem cozinhar! =D - não, não é nenhum fetiche, haha!);
- os bem humorados/engraçados e otimistas;
- os estranhos (mas o nível de estranheza não pode ultrapassar o limite entre interessante e tosco);
- os sensíveis;
- os discretos;
- os que têm atitude;
- os que têm ideias diferentes;
- os que estão sempre em busca de algo/são movidos por uma chama própria;
- os que me fazem ver e sentir diferente;
- os que têm uma visão de mundo muito peculiar;
- os que dominam assuntos que desconheço completamente (é fascinante ouvi-los falando);
- os sutis;
- os que leem;
- os que escrevem;
- os que já viram paisagens diferentes (reais ou imaginárias) e contam várias histórias sem ser cansativos/entediantes;
- os sonhadores;
- os generosos;
- os que gostam de crianças e animais;
- os que são livres e deixam os outros livres também.

Se você é uma pessoa que se encaixa nesse perfil, mande um currículo para mim! =D Quando eu decidir o que quero (e se quero), eu te ligo! =)

5 comentários:

Crisão disse...

Se isso serve de consolo, Brad Pitt, puro sagitariano, achou sua cara metade e tá procriando igual coelho.

Vc, com seu perfil sagitariano/áries/gêmeos vai demorar a encontrar alguém que a compreenda plenamente. Serve uma Angelina Jolie?:: ;-D

Brincadeiras à parte, nada dessa de para toda panela tem uma tampa (que frase brega!) mas acho que precisamos de alguém não que nos complete (eu adoro Jerry Maguire, mas tenho medo dessa frase), mas alguém que simplesmente caminhe ao nosso lado. É pedir demais?

beijos!

Crisão disse...

by the way, leia entrevistas do casal Pitt-Jolie: o que vc mais vai ouvir entre os dois (ele, puro sagitário, ela, puro gêmeos) é exatamente isso que vc espera de uma relação. Com o detalhe que admiro os dois por terem amadurecido a ponto de criar uma família! Chuif!... lindo.

aline naomi disse...

HAHAHAHAHA!
Serve uma Angelina Jolie, sim!

Cris, eu concordo com você que não deve existir "a pessoa certa", mas, além de a pessoa caminhar junto comigo, eu precisaria sentir uma admiração incodicional por ela, para que o encanto fosse o mais intenso possível, enquanto a caminhada conjunta durasse.

Vou ler as entrevistas com o casal Pitt-Jolie (já li umas entrevistas só com ela - ela é DEMAIS! admiro muito como pessoa e a forma como ela percebe a realidade; ela não se põe num pedestal!), sim.

Beeijos!

O barato de Sampa disse...

No meu top five de interesses pelas pessoas teria tb algumas das qualidades q vc relacionou.Mas, o q eu gostaria de saber - e na verdade rolou essa questão que farei numa mesa de bar neste "finde"´- Al, e quais defeitos vc aceitaria em alguem q vc quisesse do seu lado?Por que amar alguem pelas qualidades não é dificil,concorda?

aline naomi disse...

Barato,

vou escrever um post sobre isso!! Obrigada pela ideia =)

Beeijo!!