Pages

quinta-feira, 15 de outubro de 2009

Diálogo

Hoje, ao telefone, com um tradutor:

[...]
Eu: - É, como o trabalho é meio urgente, eu liguei para você há algum tempo...
Tradutor: - ... ligou hoje?
Eu: - É, logo depois do almoço, mas ninguém atendeu.
Tradutor: - É que esse telefone está com problema, mas vou te passar um outro número.
(Anotei.)
Eu: - E você não tem celular?
Tradutor: Eu até tenho, mas ele fica sempre desligado, porque eu não saio de casa, só trabalho em casa, né?
[...]

Esse deve estar pior que eu, coitado. "Porque eu não saio de casa" foi engraçado, na hora que ele falou isso me baixou o "Fantástico mundo de Bob" e imaginei ele numa masmorra, vestindo uns trapos, tendo que traduzir várias mil laudas em troca de uns trocados, comida e água, e com uma bola de ferro presa a uma corrente, presa ao tornozelo dele, para ele não sair enquanto não terminasse as traduções.

Nenhum comentário: