Pages

sexta-feira, 9 de outubro de 2009

Pênis¹

¹Nota do Editor: Não é o que você está pensando.

Hahaha.

Saudades de Bianca, que faz dois dias não vejo, porque ela não foi trabalhar, a doenteira.

Essa semana ela me veio com essa: "Dá uma lida nisso... [era um livro de um autor nacional que ela estava revisando]". Fui lendo e quando li "... não sei quantas libras e não sei quantos pênis..." eu não acreditei! Demos muita risada. A gente ganha pouco, mas se diverte e aprende. Mega novidade para mim e acho que para todos da editora: "pênis", segundo o Aurélio, o Houaiss e o VOLP (Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa), é a forma aportuguesada de "pennies" (centavos, em inglês). Como o VOLP também traz a forma estrangeira, achamos melhor alterar para "pennies", para evitar ambiguidades! Haha!

Daí a sugestão zoeira da Bi foi: "Vamos deixar 'pênis', e a gente puxa uma nota do editor e explica: 'não é o que você está pensando'!". HAHAHA!

Sobre a Bi, parece que ficou tomando soro ontem o dia inteiro ontem no hospital. E hoje ainda estava meio mal, por isso não foi trabalhar. Na quarta fomos comer pastel (!) na hora do almoço, e isso talvez tenha influenciado ela passar mal (?). Eu não curto comer bobagens na hora do almoço, mas acompanho ela - que é mil vezes melhor do que almoçar sozinha com a Strange... só que, se eu como bobagem no almoço, depois eu equilibro quando volto para casa (faço uma refeição com verduras variadas e também como mais frutas do que nos outros dias, quando almoço comida de verdade). Vou fiscalizar o que a Bianca come de agora em diante e passar um relatório diário pra mãe dela =).

Eu já tinha uma preocupação com a alimentação e sempre fui meio adepta da "alimentação preventiva" (acho que é uma coisa "óbvia", mas que muita gente ignora ou faz que ignora: se a gente come bem, a probabilidade de ficar doente é muito baixa, porque o sistema imunológico fica fortalecido), mas depois que entrei em odonto e comecei a estudar um pouco mais sobre saúde, a consciência de que a gente é e deve ser completamente responsável por cuidar do nosso corpo ficou mais evidente. Não era uma aluna tão aplicada, mas uma das coisas que aprendi foi que o pH dos refrigerantes é muito alto e é um veneno porque desequilibra o pH específico do nosso organismo (o nível de acidez sobe), e aí ele tem que ficar "lutando" para balancear o pH de novo - e acho que isso desgasta o organismo como um todo. Doce em excesso não é bom, sal em excesso, também não. Parei de comprar batata frita tipo Ruffles porque não aguento mais comer, para mim é salgado demais - acho que se hipertensos comerem isso têm um troço na hora. Enfim, cheguei à conclusão de que comer é um hábito, se a gente se educa e escolhe direito o que comer e come o suficiente (nem mais e nem menos), consegue manter uma saúde boa sem grandes esforços e evita uma série de problemas (adoecer, ter que ter a chateação de ir ao médico, tomar vários remédios sintéticos e esperar a saúde voltar - isso sem falar no desgaste emocional e no gasto financeiro). Para mim, a ideia de uma boa refeição é que ela tenha o menor número de alimentos industrializados/processados possível - por isso evito McDonald's ao máximo... outro dia eu estava viajando, pensando nisso, que talvez o McDonald's seja um tipo de "fetiche" para as pessoas... comer no McDonald's é "cool", por isso as pessoas comem lá - muito mais por ser "cool" do que pela comida em si (ou o que quer que sejam aquelas coisas que eles servem lá).

Dica do dia: comam bem!

Outra dica do dia: a Pullman/Bimbo lançou umas massas de wraps (parece pão sírio, só que bem mais fino), comprei hoje lá no Carrefour, e gostei. Hoje só joguei um queijo no recheio, amanhã vou comprar espinafre, cenoura e ricota e tentar fazer algo mais nutritivo. O pacote vem com 10 wraps e custa uns R$ 3,50 - vale a pena! Não, não estou ganhando nada pelo merchandising, só compartilhando mesmo ;)

3 comentários:

dan disse...

huahuahauhauhau
não é o q vc está pensando foi o melhor, kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Meoo, e realmente.. a bi tem q se cuidar... é a segunda vez q acontece a mesma coisa, não eh? vou ligar pra ela depois pra saber se está melhor :)

Bem, depois que me tornei psedo-vegetariano tb me tornei mais preocupado com a saúde... descobri coisas interessantissimas nessa busca de como substituir a carne... uma delas eh q se mistura queijo (ou laticínios em geral) vc absorve pouquissímo ferro, porém se vc tomar um suco de laranja, isso te da uma absorção de 40% (ou seja, eh melhor feijão bebendo suco de laranja, do que comer um bife de figado com queijo, rs)

e gostei desse tal Rap10 uhauhauha (e tenho q te apresentar minha adaptação de Beiruth Vegetariano, ficou ótimoo, hauhauhauha)


E tu não vai pra são josé esse feriado (pq ribeirão eh algumas horas depois, uhauhauhauahua)

Bjuuuuuu

aline naomi disse...

HAHAHAHA... toda vez que eu lembro do comentário da Bi eu rio sozinha!

Nossa, não sabia desse lance do queijo atrapalhar na absorção do cálcio! Sei que a Coca faz isso, ela dificulta a absorção do cálcio nos ossos... ponto pro suco de laranja (adoro!).

Você fez o beirute com carne de soja, depois me conta?

Meu, vou acabar ficando em SP no feriado, trabalhando.

A gente se vê semana que vem!

Beijo!

dan disse...

fiz sim. tava morrendooo de vontade de beiruth, ai o erick levou pão sirio, e fiz, hauhauahau

aah, o calcio q prejudica a absorção de ferro, por isso digo q naum se pode misturar queijos na comida... se misturar, o feijão torna-se dispensável em questão de nutrição...