Pages

sábado, 3 de outubro de 2009

Perdendo a noção...

Ontem eu achei que ainda era quinta, ainda bem que a Bianca comentou algo do tipo: "por que você não estava feliz hoje de manhã? Hoje é sexta" [é que, várias vezes, na sexta, eu chego na editora, muito feliz, e falo: "Hoje é sexta!! EEEEEEEEEEEEEEE!"] e eu: "Não, hoje é quinta!". E não é que era sexta mesmo? Daí foi uma supresa boa! Porque hoje (sábado), eu ia acordar, colocar a roupa suja na mala e na mochila e levar para o trabalho, e depois ir direto para a rodoviária do Tietê... ia chegar na editora e ia ver tudo fechado. Ia imaginar que tinha algo de errado, mas... o quê? Ia tentar entrar pela entrada sem ser para funcionários, que ia estar fechada também. Ia pensar um pouco. Provavelmente ia ligar para a Bianca, que provavelmente estaria dormindo, e perguntar onde estava todo mundo... ela ia falar: "é que hoje é sábado!" e eu ia ficar indignada com a minha falta de noção. Ando deveras cansada. Mas depois do feriado tudo vai ser melhor. E eu quero ir pra Ubatuba (praia!) ainda esse mês. Amém.
No ônibus para São José, ontem à noite, tinha umas pessoas sem noção no banco da frente vendo/ouvindo televisão e num volume que para mim estava alto. Não sei se era TV no celular ou que merda era. E não é que a tecnologia também ajuda a promover a burrice e a falta de noção? Que mau. O que faz uma pessoa ligar a TV no ônibus, sintonizar na novela da Globo (!), deixar em um volume em que não só ela, mas quase todo o ônibus consegue ouvir, e provavelmente se achar o máximo? As pessoas me cansam. Esse tipo de atitude ("vou fazer o que eu quiser, foda-se se eu incomodo outras pessoas") me cansa. Para que usar fone de ouvido, se o mais legal é incomodar os outros, né? Acho que é o que minha batian chamaria de "urussai" [irritante, que incomoda, que perturba]...
Se o trem de alta velocidade se tornar mesmo realidade, quando eu viajar de São Paulo para São José (ou vice-versa), vou poder mudar de lugar no trem, se pessoas urussai se sentarem perto de mim?

3 comentários:

dan disse...

eu soh naum falo nada da sua falta de noção geral, pq ao terminar de ler o post pensei: "olha, ela foi pra riberão, provavelmente vou vê-la com uma mala amanhã, aaahhn, ela vai levar uma mala amanhã" hauhauahuahauh.

Mas esse povo sem noção tb me irrita... qdo morava em guarulhos, além de pegar akele ônibus lotaaaado de gente, as vezes tinha q ir ouvindo pagode até minha casa... fora q tem pessoas q até colocam o fone, mas cantam taum alto, q vc preferiria q tivesse com volume alto, pra amenizar.. hauahuaha

bjuus lineee

boa semana de trabalhoooo

aline naomi disse...

Não é Ribeirão, Dan! É São José! Hahaha! Ribeirão está a 4 horas e meia daqui. São José só 1h15.

Aaaaaai, que horror... ainda não tive o azar de ouvir alguém cantando pagode no ônibus!!

Beeeijos, Dan!

Boa semana pra você também.

Ah, trouxe o "Encontros e Desencontros" (Lost in translation) pra você. Quando eu for te devolver o livro, já empresto. E, pelamordedeus, não perde - é um dos meus 3 DVDs preferidos! =D

dan disse...

isso são josééé
por isso deixo ressaltado minha frase: kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

eu soh naum falo nada da sua falta de noção geral, pq ao terminar de ler o post pensei: "olha, ela foi pra riberão, provavelmente vou vê-la com uma mala amanhã, aaahhn, ela vai levar uma mala amanhã" hauhauahuahauh.