Pages

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

Entendimento

Esse ano entendi um pouco melhor por que as editoras em geral devem hesitar em contar com novos colaboradores freelancer.

Quando eu estava "do lado de lá", não entendia e achava injusto quando não me davam uma oportunidade de trabalho, mas agora tudo ficou bem claro. No meu caso, "coordeno" tradutores e revisores freelancer e descobri que os novos colaboradores podem dar muita dor de cabeça, mesmo tendo feito testes mega maravilhosos, se não tiverem formação específica, se não tiverem noção, se ficarem enrolando com prazos, se forem inseguros por não terem traduzido antes e deixarem um monte de dúvidas para outros colegas (incluindo eu) resolverem depois (não, não sou "a boa", não tenho dicionários e enciclopédias em formato de chip no meu cérebro, e se as coisas estiverem sem sentido no texto, dependendo do assunto do livro, a pesquisa pode ser demorada e cansativa - sendo que a pessoa supostamente foi paga para fazer isso), quando ficam ligando e mandando e-mail o tempo todo. Às vezes é desesperador, dá vontade de sentar e chorar.

Obviamente é muito mais fácil trabalhar com pessoas da área que já tenham experiência e já saibam o que fazer.

Eu tenho um certo posicionamento assim: "vamos dar oportunidade para as pessoas mostrarem que são capazes", porque acredito que várias são capazes de fazer um trabalho excelente (me devolvem uns testes muito bem feitos), mas às vezes me dou mal. E o pior é que sei que se as pessoas ficam me enrolando é porque (certeza!) dei margem para elas acharem que sou "legal" e digna de ser enrolada. Então, azar o meu mesmo. Vou adotar outras medidas de agora em diante. Não sou de ficar cobrando porque acho chato, deduzo que cada um assume as coisas e vai cumprir e é isso (não vão me falar, na data da entrega, que não conseguiram terminar a tradução e que precisam de mais 45 dias para finalizar, por exemplo - fiquei muda no telefone quando ouvi isso de um tradutor faz um tempo), mas talvez agir como a "Evil Project Manager" das tirinhas do Mox (e ser chamada de "bitch" pelos colegas) funcione mais. Vou ficar cobrando, também vou cortar quem atrasar a entrega em mais de uma semana e preciso encontrar outras pessoas que façam um bom trabalho e cumpram prazos e aceitem trabalhar pelo valor que a editora paga (trabalho para uma Menina SuperPoderosa!, mas eu preciso e vou conseguir).


Nenhum comentário: