Pages

domingo, 14 de fevereiro de 2010

Noitão - "Medos e Delírios"

Fui pro Noitão no HSBC Belas Artes com a Shar e com o Wil sexta passada e foi legal. A Vi ficou de ir, mas não foi, que chata! =P

O "Noitão" acontece uma vez por mês, da meia-noite de sexta até às 6h da manhã de sábado. São três filmes que seguem a temática proposta e um dos filmes é surpresa.

Primeiro vimos "Pandorum", depois "O segredo dos seus olhos" e o terceiro (surpresa), não sei o nome, porque entramos na sala quando o filme já havia começado (desse terceiro eu não gostei muito, dormi muito, sentamos no chão e fiquei com vontade de deitar e dormir (haha), mas fiquei constrangida em fazer isso e com medo de as pessoas passarem e me chutarem ou tropeçarem em mim).

O "Pandorum" é um filme de ficção científica em que uma nave com alguns tripulantes começam a despertar do "hipersono" (um sono induzido, por vários anos, para que o corpo possa suportar uma viagem longa no espaço), aí, com o tempo, vão relembrando o que estão fazendo ali, que missão tinham, vão encontrando outros tripulantes e tentando combater uns bichos mutantes (que, na verdade, eram humanos, mas, devido a algumas condições, se transformaram em bichos medonhos comedores de gente). "Pandorum", no filme, é um tipo de loucura que pode atingir as pessoas que viajam por décadas pelo espaço. Tirando os bichos-comedores-de-gente, o filme é muito bom - acho que só a tensão de se estar confinado em uma nave perdida no espaço e não ter ideia do que pode acontecer e não se lembrar de nada já é aterrorizante, nem precisava dos bichos. A cena final é muito legal! Happy end.

"O segredo dos seus olhos" foi o melhor filme da noite. É um filme argentino do mesmo diretor de "O filho da noiva" (Juan José Campanella) e foi indicado para concorrer ao Oscar como melhor filme estrangeiro. O filme mistura uma história de amor mal resolvida (de Esposito, pela chefe) com a de um assassinato - vinte cinco anos antes da época atual em que o filme se passa, ele é encarregado de investigar o assassinato de uma bela jovem. O filme é muito bom e o fim, surpreendente.

Às 6h, ganhamos café da manhã (nenhum de nós ganhou nada do sorteio - camisetas, jantares, DVDs...) e depois fomos embora. Fui pra casa arrumar as malas porque às 10h eu tinha que pegar o bus pra São José.

Nenhum comentário: