Pages

segunda-feira, 1 de março de 2010

Eu, zumbi

Varei a noite de ontem pra hoje e foi a segunda vez em menos de uma semana - será que terei danos psicológicos irreversíveis por causa disso?

Me tranquei em casa, fiquei trabalhando de sexta à noite até hoje (segunda) de manhã, cochilei uns 20 minutos e fui pra editora (mas de sexta pra sábado eu dormi!). Termino o que estou fazendo hoje de qualquer jeito. Não aguento mais o mesmo assunto!!

Estou um pouco cansada, mas com uma sensação de estar dando tudo de mim, até o que está além das minhas forças, e isso me dá um certo prazer inexplicável. Acho que estou começando a me viciar em trabalho...

Drogas pra quê? Ficar sem dormir é melhor. Dá um "barato", uma sensação de estar entrando em uma outra dimensão onde o tempo acontece diferente...

Chega de bobeira e procrastinação. Deixa eu trabalhar!

E de presente acho que vou me dar Floripa no fim de semana próximo. Tem Pow Wow com tradutores por lá e o restaurante que a organizadora escolheu pro almoço é divino - peixes e frutos do mar! Nham!

4 comentários:

B. disse...

Sonambulismo

Acho linda a madrugada da cidade,
O barulho do carro se expandindo no silêncio,
A luz da insônia acendendo na escuridão da fadiga,
Dos cansados pelo dia
Que amanheceu para todos,
Mas trouxe luz para alguns.

---

Como no slogan da Fnac: Para quem tem insônia, 200 mil livros, filmes e CD's. Para quem tem sono, um café.

Michelle de Abreu Aio disse...

É isso mesmo! Estamos te esperando aqui na Ilha da Magia!

Abs,
Michelle

Anônimo disse...

Será que está se tornando uma 'workholic'??

aline naomi disse...

Bá!
Que bonito o texto, vc que escreveu?? =D

***

Fazia tempo que eu não ouvia isso, Michelle: "Ilha da Magia" =D
Eu quero ir praí pra ver se volto renovada. Queria sair um pouco de SP.

***

Anônimo,

talvez eu esteja numa fase "workaholic"... meu pai falava direto na minha orelha por causa disso. Que eu ia ficar doente. Que eu precisava equilibrar as coisas. Que eu precisava me impor limites. Mas, pelo visto, pra variar, ando perdendo a noção das coisas...

"I've been working all day
I've been thinking a lot
I've been lost in the morning
I don't know what it costs
...
And I don't know where I'm going
I guess it's just a phase"

É só uma fase, acho. Mas, por outro lado, me anima saber que, se estou me doando tanto para o trabalho é porque talvez eu esteja no caminho certo.