Pages

segunda-feira, 12 de abril de 2010

Como faz para descer?

De sexta para sábado tive um sonho meio perturbador: eu estava bem no alto de um tipo de andaime que parecia feito de canos cor de abóbora não muito fortes, feitos de plástico. Eu não tinha escalado nem nada. Simplesmente lembro de ter ido parar lá no alto, muito alto. Fiquei pensando em como tinha chegado lá e que a estrutura parecia frágil demais, que eu poderia cair ou que o andaime poderia tombar a qualquer momento. Mas acabei dando um jeito de me pendurar em um cano plástico vertical, escorreguei e cheguei ao solo.

Qual seria a interpretação junguiana disso? :)

2 comentários:

Anônimo disse...

Não conhece nenhuma psicóloga pra comentar?! sacanagem... e o que você imagina que significa? se eu fosse arriscar algo... essa questão da altura, não sei o que o Jung diria, mas você me pareceu demasiadamente preocupada em resolver o "suposto" problema de estar num andaime duvidoso! eu adoro sonhar com alturas, por exemplo... pena que não consiga controlar o que sonho antes de dormir... mas sempre que acabo por sonhar com lugares altos... me atiro na hora! aproveitar que no sonho a gente não vai morrer mesmo:)) e a sensação da queda é um barato, normalmente acordo antes de chegar no chão, pq a adrenalina é muito forte. Pesquisei por alto algo agora sobre Jung no wikipedia :))tem algo sobre "sombras" ou vilões nos sonhos, que pode ser também uma situação ruim, como me pareceu no seu caso...e sobre "compensação", que é uma explicação para os sonhos,, compensar algo psicologicamente (?) ou expressar seu lado masculino etc... (no caso de mulheres)

aline naomi disse...

Não conheço nenhum psicólogo para comentar - não que me lembre no momento.

Se eu tivesse certeza de que era um sonho, eu teria me jogado para ver o que acontecia. Como me jogava no abismo (há alguns anos, sonhava direto com isso e nunca morria, caía em cima de feno ou na água). Mas, apesar de a situação ser absurda, eu não achei que era sonho. Deu medo de despencar lá de cima.

Acho interessante sonhar, mas não entendo muito...