Pages

sábado, 8 de maio de 2010

Chegar na aula de tcheco - como faz?

Hoje fiquei mega feliz. Olha só. Sou perdida, mas, com o tempo, sempre acabo me achando (ou não, haha). Depois de "algumas" semanas me fodendo perdendo até chegar na Unitcheco, hoje, finalmente, consegui um caminho menos complexo. Cheguei em 1h30 - tempo recorde! Para fazer a matrícula, fiquei 3 horas rodando e ainda tive de pegar táxi. Quando soube do curso, cheguei a jogar palavras-chave como "tcheco" "Unitcheco" "São Paulo" "como chegar" "como faz?" no Google, mas só encontrei o blog de uma menina que estudou lá e agora, aparentemente, está morando na República Tcheca; ela comentou que o lugar era chatinho para ir de transporte público, por isso ia de carro, ou seja, não me ajudou. Mas deixo a dica para futuros colegas: a Unitcheco fica na rua Cassiano Ricardo, 195, Jardim Cordeiro - acho que é Zona Sul, mas não tenho certeza - e o caminho mais prático que encontrei foi ir de metrô até a estação Vila Mariana e pegar um ônibus chamado "Vila Natal", que é o segundo do lado direito do terminal e sempre que chego lá, o ônibus já está na plataforma. Minha aula começa às 14h, vou passar a sair de casa mais ou menos meio-dia, para pegar o ônibus das 12h30. Depois, tem que descer em um ponto que fica em frente a um viaduto (parte de baixo do viaduto). A av. Vicente Rao (meu ponto de referência para se chegar à rua da Unitcheco era essa avenida) é uma que o ônibus acaba de atravessar antes de parar no ponto - pertíssimo. Bom, aí andei um pouco (uns 20 minutos) pela av. Vicente Rao, para o lado ESQUERDO, que é o lado do ponto do ônibus mesmo, até chegar a uma praça chamada Dácio Morais, aí, subindo para o lado esquerdo, já é a rua Cassiano Ricardo. Cheguei às 13h30! Incredible. Eu que sempre chegava atrasada porque não conseguia acertar o caminho... mas agora estou mais tranquila porque consegui me achar. Para voltar, mais ou menos a mesma coisa: voltei para o viaduto onde tinha descido, atravessei a av. Washington Luís (tem faixas para pedestre nesse lugar) e peguei um bus para a estação Jabaquara (o nome do ônibus é "estação Jabaquara" mesmo), desci lá e depois peguei o metrô para casa.

***

Hoje sentei do lado da Dani na aula para ela me ajudar, porque faltei na última... a professora ensinou, entre outras coisas, a contar até trinta (até dez já havíamos aprendido na aula retrasada) - e começou a me dar desespero... ;D Na verdade, deu mais desespero quando ela começou a falar um pouco de umas tabelas de declinações (dativo, genitivo, acusativo, locativo, e nem lembro mais o quê e, pelo que entendi, os finais das palavras declinam (mudam) de acordo com a função gramatical - igual no latim e no alemão, só que em tcheco tem muito mais declinações!!). Lado positivo: quando eu for aprender polonês, provavelmente não vou ter tanta dificuldade. E comecei a achar alemão mais fácil depois dessas aulas também. Mas o importante é não me desesperar... nada que com estudo e persistência não se consiga... e eu ainda vou falar tcheco... com fluência!! :)) Se a profs tcheca conseguiu ser fluente em português, eu também vou conseguir falar tcheco.

A Dani falou que trocou umas dicas de música tcheca com o Henrique e me mostrou uma que ele mandou pra ela ou só indicou, não sei; ouvi no MP3 player dela e achei bacana (acho que quero um MP3 player também, agora que estou tentando ouvir todas as músicas do mundo para saber do que gosto). Ela vai me passar a música depois e também um link com o filme tcheco que a professora exibiu na semana re-retrasada depois da aula e não pude ficar para ver.

Dei uma pesquisada, encontrei essa ex-banda tcheca de pop rock: Tichá dohoda. De 1986 até 1999 ela teve esse nome, acho que ficou fora de cena uns anos, e depois voltou em 2006 com o nome "2Wings". Curti o som. A voz da vocalista me lembra um pouco a voz da Nena (dos "99 Luftballons")...



Nenhum comentário: