Pages

segunda-feira, 7 de junho de 2010

Bem me quer, mal me quer?

Alguém pediu meu telefone hoje por e-mail [dou? sim ou não?]. Alguém que admiro por ter tido uma postura que a maioria provavelmente não teria e, por isso, me fez acreditar um pouco mais na humanidade.

E ele deve ser que nem eu, porque, na verdade, ele já tinha o meu número (pelo episódio inusitado em que nos envolvemos), só que deve ter perdido, esquecido, anotado em um papel e colocado não sei onde. Parece ser um cara legal. Bem me quer?

4 comentários:

B. disse...

Hmm, o último que pediu meu telefone pela internet virou meu namorado... rs

B. disse...

Sobre o post anterior, eu odiei muito o livro "Eles eram muitos cavalos".

Os três últimos livros que li e odiei:

"A mulher que escreveu a Bíblia", do Scliar.

"Eles eram muitos cavalos", do LR.

"Capão Pecado", do Ferrez.

Podemos falar sobre isso depois rs

Beijo

B. disse...

Coisa engraçada é que baia, na escola, é o nome do lugar onde os pais entram com os carros para pegar as crianças dentro do colégio. Vai entender... Cada um com a sua baia.

aline naomi disse...

Hahahahaha... "cada um na sua baia"... hahaha!!

Depois discutimos literatura, sim. Sinto muita falta disso.

E acho que vou passar o tel pro menino, sim. E ver o que acontece. Pessoas são tão surpreendentes.

Beijos!!