Pages

terça-feira, 15 de junho de 2010

Copa, que Copa?

Estou me sentindo um ET.

Fomos dispensados mais ou menos às 13h40 hoje do trabalho - o jogo do Brasil (contra... Coreia?) começou às 15h30 -, vim embora caminhando e pensando e vendo bandeiras verde e amarelo, pessoas vestidas com as cores da bandeira (a propósito, ganhamos camiseta e boné da Copa da editora, mas eu não vesti nada), pessoas com cornetas... e nada fazia muito sentido para mim.

Estou com preguiça de ligar o plugue da TV na tomada (nem lembro quando ela foi ligada pela última vez... acho que no começo do ano, para ver um filme - já me chamaram de "excêntrica" esse ano, quando disse que não assistia TV, haha, mas é que me entedia, então eu não vejo, oras!).

Ainda coisas para fazer e finalizar por aqui.

Vou tomar um banho para carregar as baterias, androide que sou.

3 comentários:

Luciana Borba disse...

Aline, sei como vc se sente. Acho um cúmulo eu mudar toda minha programação/trabalho por causa de uma Copa do Mundo sendo que eu nem vejo futebol.O barulho das cornetas me irrita, as pessoas gritando me encomoda muito. Se todos fizessem isso em protesto por melhorias na saúde, na educação ou no transporte, tudo bem.

Min disse...

well, eu te entendo, mesmo. o povo devia é pensar em algo mais importante e tal. enfim... bom trabalho essa semana, linda!
beijão, min.

aline naomi disse...

Hahaha... Lu, pensei a mesma coisa ontem, voltando pra casa: por que não fazem tanto barulho lá em Brasília??

***

Min, não tenho nada contra o futebol, nem nada. Mas só acho estranho porque não consigo entender e nem me empolgar. =/ E, pra mim, Brasil ganhando ou perdendo a Copa dá igual, não muda nada na minha vida e nem na vida da maioria dos brasileiros (continuaremos sendo um país pobre e mal educado e é isso).

***

Beijos, meninas! :)