Pages

terça-feira, 29 de junho de 2010

Quando eu era criança...

... eu achava que todos os escritores e pessoas que escreviam livros eram cultos e escreviam bem o português (no mínimo). E talvez morassem em lugares mágicos, onde todo mundo era inteligente. Mas aí eu cresci e tomei um banho de realidade.

Hoje sei que até pessoas semi-analfabetas ou analfabetas funcionais podem, sim, publicar livros. Às vezes, vários.

Não, não vou vir com nenhum discursinho. Até porque, sinceramente, não sei o que pensar sobre isso. (Não quero pensar sobre isso.) (Não quero pensar.)

Eu que tinha tantas outras opções para gostar de fazer tantas outras coisas... Quero mudar de gostares e de quereres. Quero outras coisas, outro mundo. Às vezes dá vontade de chorar de verdade e sair correndo. E só.

Deve ser o sono.

Amanhã já passou. E eu acredito de novo que um dia vou conseguir trabalhar com escritores incríveis, que vão me ensinar coisas incríveis, e me fazer chorar de encantamento.

3 comentários:

Karen disse...

Acho que o problema da área editorial é que ela não pode viver só de idealismo. Como qualquer negócio, ela precisa vender.

Tenho certeza de que você ainda vai encontrar escritores e pessoas interessantíssimas pelo caminho, mas as "pedras" são inevitáveis.

.:*Mandy*:. disse...

É como na música, nas artes em geral... para cada Mozart e Edgar Allan Poe... existem milhões de Latinos e livros "escritos" pela Ana Maria Braga.
Para dar-se conta de que algo é bom, é importante ouvir/ler/ver coisas ruins. Eu mesma já ouvi boybands aos montes antes de descobrir o Depeche Mode!
O problema de tudo são as pessoas que NUNCA chegam a ter acesso a coisas de qualidade. Tanto por falta de iniciativa, quanto por falta de incentivo das distribuidoras.
É soda.
Mas não desista, viu, Aline? No fim vai dar tudo certo :)
Beijos =**************

aline naomi disse...

Karen,
vi mesmo que não dá pra viver de idealismo (como a San disse, a gente que trabalha ou quer trabalhar com livros em geral é meio "romântica", mas não tem como ser assim). Mas, vamo que vamo! :) Hoje já tô melhor...
Beijos!

***

Mandy,
valeu pela mensagem!! :)
Às vezes parece que estou enlouquecendo e/ou bate um desespero... haha, deve ser normal em qualquer lugar, mas ainda não me acostumei.
Realmente, pra se chegar nos melhores, eu preciso trabalhar com certas coisas que aparecem pelo caminho antes... bom, só espero que um dia eu consiga mesmo trabalhar com autores interessantes e que me acrescentem!
Beeijos!