Pages

sexta-feira, 16 de julho de 2010

Almost there...

Cheguei agora pouco em casa. Ainda horas extras. Mas sinto que está valendo a pena. Agora estamos na reta final e os livros vão ter que ir todos para a gráfica na semana que vem, porque senão talvez não dê tempo de as cópias serem impressas para a Bienal (alguns títulos têm uma tiragem enorme e uma parte do estande, que a Ana disse que vai ser grande, já está reservada para esses livros - olha o nível da pressão!). Se eu sobreviver nas próximas semanas, sinto que nada mais me assustará. Estarei totalmente vacinada.

Uma coisa legal: estou gostando de trabalhar com uns "brindes" que acompanham os livros (cartazes, CDs de áudio, CD-ROM...). Isso é novo para mim e não tinha ideia de como era feito. Dá um trabalho, mas depois que fica pronto é tão legal! Um CD de áudio para crianças está sendo produzido por uns músicos que têm um estúdio especializado em jingles e musiquinhas publicitárias ou para outros fins (nem sabia que isso existia...). Esses dias alguns professores foram gravar umas "tele-aulas" que irão em um CD-ROM para acompanhar livros específicos - a San e o Antonio que estão cuidando desses livros.

Fiquei contente porque indiquei um ilustrador, amigo e ex-aluno de inglês lá de São José, ele foi contratado para ilustrar um livro, enviou quase todo o trabalho antes do prazo e a Ana e o autor gostaram (e olha que a Ana é bem exigente e o autor costuma implicar com o trabalho de todos os ilustradores...). Desde 2003, quando eu dava aula, ele dizia que queria trabalhar com isso e realmente foi atrás. Adoro pessoas talentosas :). E por falar em pessoas talentosas, tentei convencer a Bi a ir trabalhar comigo (estão precisando de um bom revisor interno), mas, aparentemente, ela não quis. O barato dela é trabalhar com obras estrangeiras/tradução mesmo e talvez não queira ir para onde estou por ter um certo pavor de obras nacionais (que é um pavor totalmente fundamentado, haha). Uma pena, porque eu ia amar trabalhar com ela de novo e ela ia adorar o pessoal.

Legal parte 2: hoje troquei umas ideias com a Iara, que cuida dos direitos autorais lá na editora e ela respondeu parte das minhas dúvidas e me encaminhou alguns arquivos (ano passado ela levou um advogado de um dos melhores escritórios que cuida de direitos autorais no Brasil para conversar com as pessoas da editora e ela disse que foi muito legal, porque todo mundo pôde esclarecer dúvidas e fazer perguntas - falei para ela chamar o cara de novo!!). A Iara trabalha com direitos autorais desde 79 (eu nem tinha nascido ainda!)... vou pegar todo o conhecimento do cérebro dela num pen drive e depois transferir para o meu :). Só por curiosidade, ela disse que se o autor ou tradutor ceder os direitos autorais para a editora, tudo bem. Não importa que a lei seja de determinada forma, o que vale é o que está no contrato assinado por ambas as partes. Se bem que, dependendo da obra ou "obra", tem gente que nem faz questão dos direitos...

Nenhum comentário: