Pages

domingo, 1 de agosto de 2010

Anima Mundi no Memorial da América Latina / Mary and Max

O Anima Mundi estava acontecendo do lado de cá. Atravessando a ponte, encontramos...

... a mão sangrando. O Memorial tem duas "partes" conectadas pela ponte.

Depois da aula de tcheco, decidi não ir para Ubatuba (fiquei pensando e demoraria umas 4 horas para ir e mais 4 para voltar - me cansaria mais que descansaria; decidi ir para Santos hoje) e fui para o Anima Mundi no Memorial da América Latina.

Lá tinha umas filas enormes - às vezes esqueço que em São Paulo, quando tem coisas legais, tem que chegar com várias horas de antecedência, senão não se consegue vaga, bilhetes, ingressos... queria ter visto mais coisas, mas os ingressos foram se esgotando e (menos mal) consegui ver Mary e Max - uma história diferente, que a Vi indicou. O longa é baseado em uma história real (meio chocante, se for pensar) da amizade entre uma menina australiana com um senhor, doente mental, que mora em NYC. A menina é tão bonitinha! :) A história da amizade começa quando ela se questiona: "De onde os bebês vêm na América?", porque a mãe (ou o pai, não lembro agora) disse para ela que os bebês na Austrália vinham de copos de cerveja (??? haha!). Ela escolhe aleatoriamente um nome numa lista telefônica dos Estados Unidos nos correios e escreve uma carta para o Max, perguntando se os bebês americanos nascem de latas de Coca-Cola (hahaha!). E aí começa uma história muito bonita de amizade. Me identifiquei um pouco porque eu também já escrevi muitas cartas para pessoas desconhecidas e várias contribuíram, com palavras, para o que sou hoje. Para crianças, achei meio pesado - vi crianças de uns 7 anos na plateia -, porque mostra um lado não tão bonito da vida (crueldade infantil, doença mental, crise de pânico, morte, internação, remédios tarja preta, a mãe da Mary e depois a própria Mary bebem muito álcool), não é nada parecido com os desenhos da Disney. Mas talvez eu esteja subestimando a inteligência emocional infantil. Gostei muito!!

Vejam o trailer:



Para chegar no Memorial da América Latina: descer na estação de metrô Barra Funda (linha vermelha), o Memorial é logo ao lado.

3 comentários:

.:*Mandy*:. disse...

E os bebês brasileiros? Vêm de copos de cachaça?
xD
Beijos

aline naomi disse...

HAHAHAHAHAAHA!!
Boa, Mandy!! =)
Beeijos!

dan disse...

nem chamou :(