Pages

quinta-feira, 28 de outubro de 2010

Escolhas

Uma empresa de RH de São José entrou em contato ontem, mandou uns testes de tradução, apesar de eu não ter me candidatado à vaga, justamente porque, se eu passasse no processo, teria de trabalhar em uma agência de tradução em São José. O pior é que seria uma oportunidade ótima, tem tudo a ver com o que estudei e já fiz, o salário é praticamente o dobro do que ganhava na última editora, vários benefícios, a agência já deve ser conhecida na Europa (a sede fica em Lisboa) e ter uma cartela de clientes boa, mas... eu teria de voltar para São José. E me dá muita agonia só de pensar nisso. Essa vaga está aberta faz pelo menos três meses e provavelmente vai ficar por mais um bom tempo porque não deve ter gente formada na área e com experiência na cidade. A Michelle até foi selecionada para a entrevista - ela seria perfeita para o cargo -, mas acabou optando por outra oportunidade e provavelmente terá de ficar mais um tempo em Floripa.

Daí fiquei pensando que, se eu tivesse um filho, provavelmente daria tudo de mim para conseguir esse emprego, mesmo que tivesse de voltar para São José, mesmo sabendo que já não seria tão feliz lá, porque São Paulo me oferece muito mais para crescer em todos os sentidos. Por isso ainda preciso de um tempo antes de adotar uma criança... e depois tudo bem abrir mão das minhas vontades para assumir responsabilidades maiores e crescer em outros sentidos.

3 comentários:

Tati disse...

Que legal essa oportunidade! Pense bem antes de tomar uma decisão, principalmente se não vai se arrepender depois ou coisa assim.

Nossa, sério que tu quer adotar uma criança? Mas... isso é pra agora, ou apenas um plano para o futuro? Eu acho uma boa, até melhor que ter o próprio filho, porque tem muita criança abandonada nesse mundo. Pra quê fazer mais, hein? Eu mesma decidi não ter (acho que já comentei isso), pois não me acho capaz de cuidar de alguém. :(

Bjus :*
Tati

Anônimo disse...

"Saudações a quem tem coragem, aos que tão aqui pra qualquer viagem..." Beijo, Va. ;)

aline naomi disse...

Tati,
se você morasse em São Paulo por alguns meses não ia querer mais sair daqui. São Paulo é a cidade com que mais me identifico, há pessoas com quem consigo conversar, há todo tipo de coisas para fazer, me sinto bem aqui, acho que nunca me senti tão feliz. Em São José tenho minha família e alguns amigos, mas sinto que é como se estivesse me afogando e ninguém pudesse me ajudar, nem eu mesma, me sinto muito mais alienada que o normal.

E, sim, quero adotar uma criança, acho que mais que uma eu não conseguiria por limitações de grana. Gosto de crianças, quero passar um pouco de mim para ela, para quando eu não estiver mais aqui e também aprender, crianças, em geral, são geniais, além de poder enxergar o mundo pelos olhos dela (conforme crescemos, acho que ficamos meio cegos e as crianças conseguem tirar um pouco da poeira das nossas retinas).

Vou te mandar e-mail :)

Beijos!!

***

Va,
estou me sentindo meio estranha esses dias, não sei explicar. Mas logo volto a ficar on.
Beeijos!