Pages

terça-feira, 26 de outubro de 2010

Eu matei minha mãe - Xavier Dolan

Encontrei a Yuri lá na Sé e fomos para o CCBB, mas estava fechado (?!?!?!) - depois descobrimos que lá não abre segunda e que a informação do site da Mostra estava errado. Uma pena porque o filme chinês parecia muito bom. Fomos então para a Paulista (yes!) e, enquanto estávamos no Conjunto Nacional, vendo a programação, escolhendo outro filme, veio uma moça do nada com um microfone e o cinegrafista, me deu pânico, saí correndo (!!), deixei a Yuri lá falando com ela (ok, foi sacana da minha parte, mas juro que senti um pavor incontrolável).

Depois de um tempo, escolhemos (escolhi) A Árvore, que passaria no Cine Belas Artes, fomos lá. Depois, achei que Eu matei minha mãe seria mais legal - mas eu estava enganada (haha), não gostei muito. O filme era sobre o conturbado relacionamento entre mãe e filho... e, pior, muitas vezes parecia que a mãe é que ficava infernizando a vida do filho gay de 16 anos.

Ah, encontrei a Marinex da facu de tradução. Continua engraçada igual, o mesmo jeito de falar e de fazer fisionomias... combinamos de fazer algo em breve.

Nenhum comentário: