Pages

terça-feira, 16 de novembro de 2010

Festa de família

Como domingo foi aniversário de 70 anos de um dos mil irmãos do meu pai, fui para São José, para ir para a festa surpresa que meus primos (filhos desse tio) organizaram.

A Di, uma prima com quem passei praticamente toda a minha infância e adolescência, estava lá e foi muito bom falar com ela, fazia muito tempo que não conversávamos, eu estava com saudade, e foi revelador saber como ela se sente a respeito de algumas questões que sempre quis perguntar e não tinha tido oportunidade - algumas pessoas da família também dão um prato cheio para a ficção que um dia ainda vou escrever, amigos, sem dúvida, me dão inspiração para ótimos personagens - todos, sem exceção, têm um quê de loucura e de incrível que valeria muito a pena ser imortalizado de alguma forma. A Fafá não estava, uma pena. Também não estavam outros primos e meu irmão (que foi ser fiscal do vestibular da Vunesp - nunca fui fiscal de vestibular... deve dar uma vontade de deixar todo mundo colar!).

Vi uma porção de crianças, que são a "Geração 2000" da família - filhos de primos e primas. É engraçado ver o ciclo da vida se renovando e a família aumentando. E, pelo visto, muitas das próximas crianças que vierem serão misturas interessantes, porque vári@s prim@s estão namorando não-descendentes, então não tem como prever direito como serão os filhos. Meu irmão também namora uma menina não-descendente e, se tiverem filhos, provavelmente serão misturas interessantes... mestiços têm os traços orientais diluídos, eu gosto. Uma priminha de segundo grau tem o cabelo todo cacheado, ela é linda!!

Talvez nos veremos todos de novo no Oshogatsu (Revéillon).

Nenhum comentário: