Pages

sexta-feira, 8 de abril de 2011

Sol, Livraria Cultura e melancolia

Ontem fui encontrar a Sol Ayako na Livraria Cultura do Conjunto Nacional depois do trabalho porque ela ganhou uma bolsa pra trabalhar no Japão, embarca segunda, e eu queria vê-la antes de ela ir.

Não resisti e acabei comprando dois livros, em inglês: Do androids dream of electric sheep?, do Philip K. Dick - livro que inspirou o filme "Blade Runner", e Never let me go, do Kazuo Ishiguro. Os dois são livros de ficção científica e o enredo do segundo lembra o filme "A ilha", porque também tem clones para fins de doação de órgãos - mas o livro deve ser melhor, porque tem um quê oriental. Acho que vou gostar muito dos dois. Li sobre esses livros em matérias de sites quando pesquisava sobre a peça "Pinókio" (em cartaz no Club Noir, na rua Augusta, que quero muito ver!).

Bom, voltando à Sol: nos encontramos, fomos comer, conversamos, demos risada :). E depois deu saudade antecipada. Acho que ela é meio a irmã mais velha que eu nunca tive. Lembrei que quando me formei e fui me despedir dela e do Bob, namorado dela na época, depois de tomarmos café no hotel em que eu estava hospedada com meus pais, eu chorei. Era um misto de saudade antecipada com sensação de perda e não saber quando eu os veria de novo. E ontem me bateu de novo essa sensação, ainda mais porque ela vai ficar, no mínimo, três anos no Japão ("logo ali"!) e, de repente, nem volte mais para o Brasil, dependendo do que ela conseguir lá; inicialmente, ela vai trabalhar na prefeitura de algum lugar em Chiba.

Mas aí fui dormir e hoje já acordei bem.

4 comentários:

Karen disse...

Sabe que pensei em me candidatar para essa mesma bolsa? Mas com casamento e casa não é fácil deixar tudo por vários anos, quis prestar o noryoku antes e ver se meu japonês dava pro gasto. Se passasse iria tentar este ano, mas ainda não sei. Muitos galhos para resolver. De certa forma foi bom, o O. iria querer me matar se tivesse que me acompanhar depois de terremoto, tsunami e ameaça nuclear. Acho que é seguro, mas dá um medinho. Chiba é a província do meu pai, a família toda dele mora lá... (suspiro)...

Per disse...

Amei "saudade antecipada". Já senti isso várias vezes e não sabia como expressar. Thanks.

Perdi todos meus endereços de e-mails. Manda um pra mim.

Per

aline naomi disse...

Karen,
com certeza você ia conseguir a bolsa! A Sol comentou que não havia muitos candidatos (acho que essas coisas não são bem divulgadas, além de ter as várias burocracias - ela penou para conseguir as duas indicações que pedem, por exemplo). Conversa com o O., quem sabe esse ano role?

***

Per, vou te escrever! :)

Puss.

Karen disse...

Eu também iria penar para conseguir as indicações. Tem que ser com papel timbrado de uma instituição e tal.