Pages

quarta-feira, 18 de maio de 2011

Clic 3 e Clic 4 - Milo Manara




Li os últimos volumes de "Clic", do quadrinista italiano Milo Manara, que a Yuri me emprestou, no fim de semana passado. Os dois primeiros volumes eu já tinha lido no começo do ano (post aqui).

No volume 3, a personagem principal, Claudia Christiani, vai parar na Amazônia/Serra Pelada, para fazer uma reportagem sobre uma comunidade isolada que faz "trabalhos peculiares" em uma edificação em formato de concha. O objetivo do guru é conseguir energia para se comunicar com os habitantes das estrelas - e adivinhem como ele acha que vai conseguir isso? Reunindo várias mulheres gostosas e fazendo com que elas se toquem ou transem com os outros seguidores da seita e evitem ter orgasmos, pois a finalização do prazer dispersaria a tal energia. Esse é apenas um dos detalhes mirabolantes da trama! Sim, ainda tem mais, muito mais - haha! Ler Manara às vezes dá a impressão de estar vendo um filme pornô, em que situações absurdas acontecem mas ninguém está nem aí, pois o importante mesmo é a cena erótica/sexual. Mesmo assim, eu gosto, pois o estilo dele é único e qualquer um que bater o olho nos trabalhos dele dirá: "Isso é Manara".

No volume 4, a Claudia tenta voltar a ser uma dama da sociedade, mas não consegue. Há uma outra trama mirabolante envolvendo o marido dela, um caso jurídico, uma modelo e o primo dessa modelo, e o aparelhinho que a faz ficar LOCA LOCA LOCA (tirar a roupa em público e querer pegar qualquer um(a) que vir pela frente).

A coleção Clic para mim foi mais entretenimento. Não consigo ver o trabalho como uma "crítica à sociedade hipócrita e burguesa" - talvez até se possa ter essa leitura (os ricos e as aparências) - nem nada muito profundo.

Comecei a ler Bórgia, também do Manara e ainda não terminei.

Ah, um detalhe interessante: quem traduziu essa coleção foi a Idalina Lopes, uma tradutora de francês que fez uns trabalhos para a Madras quando eu ainda trabalhava lá - ela é ótima! Só que não consigo imaginar uma senhora que deve ter a idade da minha mãe traduzindo HQs eróticas, com falas do tipo: "Meu clitóris vai explodir... se gozar sem parar... se você não desligar esse troço... vou acabar morrendo de prazer... hmmm". =D Mas ela mandou muito bem, a tradução tá ótima.

Nenhum comentário: