Pages

sexta-feira, 20 de maio de 2011

Novos habitantes para o meu lar

Esse é um presente da Yuri. Ela me deu já faz um tempo, dentro de uma caixa toda perfurada e disse: "mini mini óinc óinc". Me deu muito pânico, eu não queria nem abrir a caixa (hahaha). Eu já tinha falado várias vezes pra ele e pra um monte de gente que não quero nada vivo, nada que dependa de mim pra viver, porque não tenho como cuidar de nada agora e o bicho certamente morreria na minha mão. E também porque não quero o compromisso de estar em casa todo dia em tal horário para alimentar e fazer companhia para o que quer que seja. Tenho raiva das pessoas que pegam cachorro, gato, papagaio, etc., e depois abandonam na rua (ou na porta de alguém), maltratam, deixam na casa dos pais ou de Fulano para OS OUTROS cuidarem (sendo que a responsabilidade foi da pessoa que quis o bicho), dos que deixam os bichos fugirem propositalmente para não ter mais o compromisso de cuidar. Tenho consciência de que não posso (e não quero) cuidar de nada agora, então, não quero nada vivo. Quando eu me aposentar e for morar num sítio em algum interior, quero tudo: gato, cachorro, papagaio, pato, coelho, porco.

Ah, a boneca foi a amiga Dani, da Casa de Bonecas, que fez (sou eu! :). Saudades da Dani. Quando estávamos no primeiro ano da faculdade, ela ficou grávida, aí era Páscoa e ela queria um certo ovo de chocolate e tinha que ser aquele específico (não lembro qual), mas o namorado não conseguiu, então o Gabriel nasceu com uma marca marrom clarinha, em formato de ovo (!!), em algum lugar perto da testa, hahaha... hoje não sei se ainda tem essa marca ou se sumiu. Na época, também, eu nunca tinha sentido um bebê se mexendo dentro da barriga, daí, no meio de alguma aula, ela falou pra eu colocar a mão na barriga dela e... foi muito estranho sentir "algo" se mexendo! =D É estranho pensar num serzinho dando cambalhotas dentro da barriga da mãe.



Não resisti e comprei esse boneco com essa frase engraçadinha (e que tem a ver com a minha fase de jogatina - sim, joguei essa semana de novo na Mega e na Lotofácil e espero ganhar!):

"Dinheiro não traz felicidade, mas ajuda a sofrer em Paris"

Nenhum comentário: