Pages

quinta-feira, 7 de julho de 2011

A Fantástica Fábrica de Livros

Amanhã vou conhecer uma das gráficas que imprime os livros lá da editora e estou feliz! :)

Desde que li o livro do Pedro Bandeira, quando tinha uns 11 anos, fiquei fascinada e quis conhecer uma "fantástica fábrica de livros", agora, quase vinte anos depois, EU VOU! Além disso, também tenho o sonho de conhecer uma "fantástica fábrica de chocolates" (queria muito ter visitado a filial da Nestlé que fica em Caçapava, lá perto de São José!) e uma "fantástica fábrica de brinquedos" (brinquedos Estrela!).

A edição que li tinha essa capa:

A edição atual foi reilustrada (eu peguei amor pela capa anterior!):


Também encontrei essa outra capa, mas não sei do que se trata:


O livro foi idealizado pelos donos da Gráfica e Editora Hamburg, para comemorar os 21 anos da empresa. E o Pedro Bandeira conta a história encomendada de um jeito tão bacana! A personagem principal é a Laurinha, uma pré-adolescente de 12 anos (não sei se é 12, mas ela está na 6ª série), que chora, pois seu namorado a deixou para ficar com outra menina do colégio. Então ela vai para uma floresta onde Adriano fez um coração com as iniciais dos nomes deles (L e A) dentro, mas percebe que a árvore foi cortada. Ela fica indignada quando vê vários troncos, inclusive o "seucalipto", empilhados e então se inicia a contação de como é a produção de um livro - desde a fabricação do papel até o livro final. A parte editorial é bemmmm resumida e já não é a mesma que está no livro. Hoje em dia não se usa mais "fotolito", os livros são preparados pelos diagramadores em arquivos, que depois são enviados para a gráfica imprimir. Os escritores não entregam mais os originais DATILOGRAFADOS, mas em arquivos em Word, no qual os preparadores de texto trabalham. O arquivo preparado depois segue para o diagramador, que, em geral, diagrama em um outro programa o InDesign, insere fotos e ilustrações, dá uma cara de livro ao texto. E os ilustradores hoje em dia precisam dominar programas de computador que tenham a ver com o seu trabalho, pois não entregam mais as ilustrações no papel - precisam entregar em arquivo, vetorizados (salvos em arquivos leves e editáveis).

Estou empolgada. Vou ver como é que ficou a produção gráfica 20 anos depois...

Quem quiser ler o livro, é só clicar aqui. Disponibilizaram uma versão online grátis. Em duas horinhas já dá pra ler!

Em O mistério da fábrica de livros, Laurinha quer contar a história de amor dela em um livro (e conhece o autor que pode escrever a história (o próprio Pedro Bandeira), ilustrador, editor, gerente de gráfica, todos os envolvidos na produção do livro) e quer que o livro seja impresso nas folhas de papel feitas com o "seucalipto", no fim, consegue. Não sabia, mas acabei de descobrir que o Pedro Bandeira acabou escrevendo o tal livro da Laurinha! =)

Nenhum comentário: