Pages

sexta-feira, 19 de agosto de 2011

A Árvore da Vida


Fui ver esse filme ontem com a Sol Y. Eu estava muito ansiosa para ver, porque o editor recomendou muito os filmes desse diretor (Terence Malick) - aliás, ele me emprestou um outro filme chamado "Além da Linha Vermelha" -, mas fiquei meio decepcionada. Acho que criei expectativas demais.

A fotografia é muito bonita e a trilha bem feita. Do que não gostei: o início, com cenas do Big Bang, do espaço, da evolução da vida, que dura uns 30, 40 minutos - cansa. Mas quando a história se volta para a família retratada, fica melhor. Brad Pitt está maravilhoso nesse filme, assim como o restante do elenco.

O que ficou do filme foi: fazer o bem e agir corretamente não garante que vamos ter uma vida feliz, mas vale a pena viver dessa forma. E com amor, tudo faz mais sentido (parece clichê, mas isso foi retratado com uma força imensa e não brega no filme). O amor no sentido mais amplo, a gente ama para a vida ficar mais leve.

Li uma resenha excelente do Mattheus Rocha aqui no Cinema na Rede.


2 comentários:

Lúcia H. disse...

Difícil Brad Pitt não ficar bem. Até como marido da Angelina ele fica ótimo. Apenas não gostei de "Sr e Sra Smith" porque tem cenas que ele bate nela (faz parte do enredo, mas não gostei) e "O estranho caso de Benjamin Button", que me deu certo mal estar (nem sei explicar). Quero ver "A árvore da Vida", em DVD. Com a sua dica, pulo a parte chata inicial. Thanks. Bjs (muitos kisses)

aline naomi disse...

Hahahaha, talvez você goste da parte inicial, tia. Eu é que achei muito cansativa! Beeijos!