Pages

quarta-feira, 14 de novembro de 2012

Mestrado na França

Paris. Foto tirada daqui.
No mês passado fui a uma palestra sobre estudos de graduação e pós-graduação na França, promovido pelo  Instituto de Estudos Franceses e Europeus (IFESP) e a escola me causou uma ótima impressão. 

Fiquei sabendo da palestra (a cada mês eles promovem uma palestra com foco em estudos de francês para alcançar algum objetivo, principalmente o de entrar em uma boa universidade francesa) pelo LinkedIn (rede social para profissionais de todas as áreas) e fui conferir, porque estou tentando planejar o que fazer depois de terminar o MBA. Julho de 2014 às vezes parece estar distante, mas é só impressão. Tudo passa muito rápido. E, também, porque preciso me preparar financeiramente para o que quer que seja.

Apesar de não saber se um mestrado na França (em literatura? em tradução?) é a melhor opção para mim, gostei muito da palestra que a Pauline, a coordenadora pedagógica francesa do IFESP, deu. Primeiro e mais importante, porque desfez a minha ideia de que só quem já começou a fazer mestrado ou doutorado em uma universidade brasileira, em geral, pública, tem chances de conseguir uma bolsa para estudar um tempo fora (tendo vínculo com essa universidade). Não. Qualquer um tem chances de fazer isso, basta ter determinação, estudar muito francês, conseguir o certificado de proficiência e escrever uma boa apresentação do projeto, que pode ter umas três páginas. E o legal é que no IFESP, além das aulas de francês, eles dão toda a orientação necessária para fazer o planejamento de estudos e também ajudam com a parte burocrática para se tentar uma vaga em universidades francesas.

Outras coisas boas:

- o mestrado na França dura um ano;
- conseguindo entrar em uma universidade pública, paga-se mais ou menos 300 Euros/ano;
- como estudantes, estrangeiros também pagam meia-entrada em tudo e o bandejão da faculdade é relativamente barato (algo em torno de 3 Euros); com sorte, pode-se conseguir bolsa-moradia também;
- as universidades francesas, em geral, são muito receptivas com estudantes estrangeiros;
- o custo de vida em Paris é mais baixo do que em São Paulo;
- é possível trabalhar até 20 horas por semana.

Se for pensar, é bem estimulante ir para a França para estudar e também viajar, conhecer os países vizinhos. Vivenciar algo desse tipo seria ótimo. Mas ainda não sei se é isso que quero.

Também estou pesquisando cursos de pós-graduação em editoração de livros/algo na área de livros digitais nos Estados Unidos. Por enquanto, só tenho certeza de que preciso fazer este curso de publicação na NYU School of Continuing and Professional Studies (NYU-SCPS), em Nova York. O curso dura algumas semanas, então daria para encaixar em algum período de férias. 

Uma das coisas legais que o MBA em Gerenciamento de Projetos está me fazendo ver (e que a Pauline, do IFESP, também comentou) é algo muito óbvio: sem planejamento a gente não chega a lugar nenhum. E, sem planejamento, qualquer lugar serve. Para algumas pessoas isso não é problema, mas eu quero direcionar a minha vida para o que acho melhor para mim - ainda que muitas vezes eu fracasse e precise tentar outros caminhos... pelo menos eu estarei no comando, e não fazendo o que outras pessoas querem que eu faça nem deixando "o destino" me levar para sei lá onde.

Apesar de eu não ter gostado das aulas de Estratégia de Empresas no MBA, o professor era muito gente boa e comentou rapidamente sobre planejamento pessoal na última aula dele, na semana passada. Ele explicou que, entre outras coisas, precisamos ver o que é prioridade na nossa vida - porque nosso tempo (de vida) é limitado - e eliminar o resto. Se temos sonhos, precisamos planejar como realizá-los ou é melhor eliminá-los para dar lugar a outros sonhos "realizáveis" ou que fazem mais sentido para nós.

Nesse momento da minha vida, estou tentando peneirar o que realmente importa, o que quero realizar, aonde quero chegar e o que é melhor deixar ir. A arte de abrir mão de algumas coisas em prol de outras mais importantes é difícil, porque ainda quero tudo ao mesmo tempo agora!

Nenhum comentário: