Pages

sábado, 24 de novembro de 2012

Sebo do Messias

A dica de hoje é o Sebo do Messias, que conheci há algumas semanas, meio por acaso, quando ia da Sé para a Liberdade com a Yuri e com o Sergio. [Ah é, foi no dia em que fomos ver a exposição dos Gepetos de Praga na Caixa Cultural e depois almoçar na Liberdade...]


Eu já tinha comprado livros desse sebo, mas só pela internet e não tinha ideia de como era a loja física. É enorme e, além de livros, tem também LPs, CDs e DVDs.


Tem uma parte só com livros por R$ 2. São livros mais antigos ou com algum tipo de avaria. No dia em que fomos, não estava com paciência para procurar, mas tenho certeza de que há vários livros bons perdidos por lá.


Nesse dia eu estava procurando pelo livro Tomates Verdes Fritos, da Fannie Flagg, que eles não tinham, mas acabei levando um livro sobre Ingmar Bergman e uns DVDs por R$ 5 ou 7 cada.

 




Em São Paulo há vários sebos que fazem a alegria dos leitores compulsivos que não têm dinheiro para comprar livros novos em livrarias. Se eu tivesse mais tempo, frequentaria mais esses lugares pessoalmente. Por enquanto, minha melhor alternativa é a Estante Virtual. E, para comprar livros novos que eu esteja desesperada para ler, sempre existe o Extra ou o Submarino!

Sebo do Messias
Praça João Mendes, 140
São Paulo-SP
01501-000

Horário de Atendimento:
Das 9 às 19h de segunda a sexta-feira
Sábado das 9 às 17h (exceto feriados)
(11) 3104-7111

2 comentários:

Ana Lucia (Babu) disse...

Ah, eu adoro o "Sebo do Messias"! Faz um tempinho que não passo por lá, mas adoro ir pra ficar garimpando coisas interessantes por lá! Uma vez achei um livro de matemática em francês escrito por um matemático russo que virou meu xodó! O livro é bem antigo, as pagínas estão meio amareladas, minha rinite não fica contente quando eu mexo nele mas cuido como um filho! Hahahaha

aline naomi disse...

"livro de matemática em francês escrito por um matemático russo" >> só você, Babu!! Hahaha! Gostei muitíssimo do lugar, mas fiquei sem jeito de fotografar lá dentro. Da próxima vez, fotografarei sem dó.