Pages

quarta-feira, 1 de janeiro de 2014

De repente, 33 e metas para 2014

Completei 33 anos mês passado. Estou mais ou menos na metade da minha vida e me perguntei o que vou fazer com a outra metade, o que quero fazer com os anos que me restam. Ainda não sei direito, só sei que ainda quero viajar bastante, ler bastante, ver muitos filmes e comer muitas coisas diferentes.

O dia do meu aniversário propriamente dito foi razoavelmente comum. Eu estava lá pros lados de Minas Gerais, com a Yuri, visitando cidades históricas que eu queria conhecer desde a adolescência, depois de ler algo sobre as obras do Aleijadinho em algum livro.

Tenho a sensação de que a vida passa a correr mais rápido depois dos 25, 30 anos. Até chegar aos 20, parece que demorou TANTO!

Meus pais talvez tenham a sensação de que outro dia mesmo eu era assim:


Nessa foto eu tinha quase um ano e estava no colo da minha mãe. Devíamos estar em algum lugar perto de Curitiba, porque morávamos lá por conta do trabalho do meu pai (na época, um jovem engenheiro) na Volvo (?) ou talvez na Engesa (?). De lá, mais de trinta anos se passaram, muitas águas (talvez nem tantas) passaram e continuo viva. E ainda sem saber exatamente o que quero da vida. Talvez nunca saiba. Mês que vem já vai fazer cinco anos que estou morando em São Paulo, nem acredito. Já quase me sinto paulistana, assim como meu pai disse que eu me sentiria quando ele me trouxe para cá... :) Definitivamente, adoro essa cidade.

***

O ano que passou foi bastante puxado, trabalhei bastante (na editora e em freelas à noite e nos finais de semana), tive aula ou prova no MBA todas as segundas e terças, sendo que as aulas iam até 22h30, até meados de outubro, me cansei, deu vontade de estudar gastronomia e desistir de ser editora, deu vontade de pegar o dinheiro da poupança e ir trabalhar de garçonete na Europa por alguns meses, deu vontade de sair de casa qualquer dia às 6h e, em vez de ir para a editora, pegar um ônibus para qualquer lugar, talvez Salvador, e sumir. Por outro lado, tentei aproveitar também. Quando não estava trabalhando ou estudando, estava lendo livros de que gostava, indo ao cinema ver filmes que eu queria ou a exposições, encontrando amigos ou simplesmente caminhando pela Av. Paulista e sentindo um vazio confortável. Isso é uma das coisas de que mais gosto em São Paulo: o vazio confortável. Tanta gente e tanto... vazio. Em 2013 senti falta de dormir. E agora que estou de férias uma das coisas que mais faço é isso: dormir. De legal, depois de alguns anos, consegui fazer uma amizade nova, que sinto que vai durar bastante (talvez eu esteja errada, mas o meu desejo é que dure bastante). Por acaso (ou, como diriam os esotéricos, "nada é por acaso"), conheci virtualmente a Ju, com quem troquei e-mails quase diários sobre meu cotidiano comum, sobre nossas extraordinárias vidas comuns, sobre livros, filmes, comidas, viagens, sonhos e confusões. Descobri que, como eu, ela também tinha amigos por correspondência quando era adolescente, daí entendi por que ela escrevia aqueles e-mails que pareciam longas cartas. Que bom que existe a tecnologia e não precisamos mais esperar dias ou semanas até as cartas chegarem, embora eu ainda goste de cartas. Depois, quando ela veio para São Paulo com a namorada, eu a conheci pessoalmente e foi muito bacana.

O que eu mais quero para esse ano que se inicia é ter mais tempo para fazer coisas que eu gosto e para estar com pessoas queridas e que ele seja mais leve do que o ano passado.

Já não tenho muitas expectativas e nem metas no longo prazo, mas para 2014, esses são alguns objetivos que, pretensiosamente, tracei para mim:

1. Terminar as matérias que faltam, escrever o TCC e finalizar o curso de MBA;

2.  Me dedicar mais ao curso de tcheco (no ano passado parei de ir para as aulas, por causa dos freelas e do cansaço e porque sentia que atrapalhava a turma);

3. Voltar para as aulas de japonês;

4. Entrar na academia (odeio academia, mas engordei horrores no ano passado e preciso emagrecer);

5. Aprender a costurar e comprar uma máquina de costura;

6. Aprender novas receitas;

7. Viajar para o Peru nas férias.

Que 2014 seja um bom ano. Para todos nós.


6 comentários:

Luciana Borba disse...

Muda o ano, mas as incertezas sobre o rumo da vida continuam.
Que em 2014 tenha como meta rever os velhos amigos, estou com saudades.
E quem sabe não fazemos uma viagem para o o Peru juntas, tenho vontade de conhecer. Bjs.

Karen disse...

Concordo com a Luciana. Fiz 36 em novembro e há apenas indefinição. rs

Queria ir ao Peru para comer!

aline naomi disse...

Lu,
estou planejando viajar com a Ju, namorada dela e com a Yuri mais ou menos em setembro ou outubro desse ano! Ainda preciso ver se vou conseguir tirar férias nessa época (sempre tiro em dezembro/janeiro), que é a temporada mais tranquila na editora. Se pá, vamos todas juntas! ;) E também quero te encontrar pessoalmente muito antes disso, viu? Beijo!

***

Karen, às vezes me pergunto se estou no caminho certo e não ter a certeza dá um pouco de angústia. Talvez o mais duro é descobrir que, depois de um tempo, tudo que me satisfazia antes já não me satisfaz tanto e precisar descobrir o que exatamente mudar sem ter certeza de que aquela mudança vai me fazer sentir melhor. Deve ser a tal eterna insatisfação humana. Imagino que até o trabalho mais legal do mundo, como viajar e escrever matérias e livros sobre essas viagens (um dos trabalhos dos meus sonhos) um dia deve cansar. Acho que esse ano será um ano de preparação para alguma mudança que preciso fazer nos próximos anos...

Luciana Borba disse...

Pena minhas férias não coincidirem, mas dependendo da data que vocês forem eu consiga uns dias. Mantenha-me informada. Bjs.

Profª. Marinês Adiers Alves Pereira disse...

Eu só gosto de ler livros... sobre qualquer assunto... faço isso com prazer...principalmente se for bem escrito... esqueço até de comer...será que tem algo que posso fazer com isso?
Você Aline é danada de esperta! Sinto-me inspirada após ler seu blogger...Li a pouco que só conseguimos obter algo que antes imaginamos...

aline naomi disse...

Marinês, obrigada por ler meu blog e por deixar mensagem! ;)
Um abraço!