Pages

segunda-feira, 21 de dezembro de 2015

Chiharu Shiota - Em busca do destino

E essa foto desfocada, né? Só tenho essa desse ângulo...

Outra mostra incrível que vi mês passado foi "Em busca do destino", de Chiharu Shiota, no SESC Pinheiros. A artista nasceu em Osaka, no Japão, em 1972, mas desde 1996 mora em Berlim, na Alemanha, onde estudou artes plásticas com a Marina Abramovic (!).

[...] As obras selecionadas para este percurso revelam as diretrizes do universo subjetivo da artista e sua remota relação com o Brasil: seu pai, na juventude, cogitou emigrar para o país; ao percorrer São Paulo e notar a grande presença de asiáticos na cidade, Chiharu experienciou esse desvio biográfico e o quase "vir a ser brasileira" de seu destino.
As instalações remetem, também, a sua formação inicial ainda no Japão, à mudança para a Alemanha e à continuidade de sua trajetória no contexto dos padrões eurocêntricos, complementados por uma atuação artística que já alcança âmbito mundial. [...]
Tereza Arruda (curadora) 
A mostra é composta por três grandes instalações: Além dos Continentes (que ocupa a fachada), Acumulação - Em busca do destino (entre o térreo e o primeiro andar, perto da Comedoria) e Cartas de Agradecimento (no primeiro andar).


Além dos Continentes


Além dos Continentes é composta por 150 sapatos doados por brasileiros (houve um convite para que o público doasse esses objetos aqui) e unidos por fios de lã vermelha. A ideia é simbolizar a trajetória individual (pessoas usam calçados para caminhar e construir sua própria história) entrelaçada à trajetória de outras pessoas.

Cartas de Agradecimento

A obra Cartas de Agradecimento impressiona. Foi montada em 12 dias, sob supervisão da artista, com ajuda de uma equipe de 13 pessoas (três assistentes que vieram de Berlim e dez montadores locais). A instalação foi feita com 350 quilômetros de fios de lã  (novamente dando a ideia do "fio" que une as pessoas), 50 mil grampos e 3.700 cartas de agradecimento escritas à mão pelo público. Nas cartas, as pessoas agradecem a Deus, a família, os amigos...












Me identifiquei com a carta abaixo. Se fosse para escrever uma carta de agradecimento, a minha provavelmente seria parecida com esta:


Agradeço por todas as pessoas que fazem a diferença positiva em minha vida.
Agradeço também por toda a sorte que eu tive ao longo da minha trajetória.
Obrigado!!! 



Às vezes os sapatos e as cartas eram trocados por poesias, flores e origamis elaborados pela equipe:

Tirei foto da foto que consta no folder da mostra


O making of da obra Cartas de Agradecimento pode ser visto aqui.

***

A obra que dá nome à exposição é composta por 200 malas suspensas, estrategicamente posicionadas sobre as escadas rolantes, remetendo ao ambiente de aeroportos, estações de ônibus e trem, locais de transição. As malas, antigas e usadas, foram trazidas de Berlim e sugerem os sonhos, desejos e anseios que as pessoas carregam.

Acumulação - Em busca do destino






Gosto muito de como a autora traz o tema da memória e das trajetórias individual e coletiva para suas obras - por isso trabalha sempre com materiais usados, porque eles carregam uma história. É bonita a forma como a artista traz as pessoas e o que vai dentro delas para suas obras. De certa forma, parece que ela quer que as obras sejam meio "coletivas" ou "colaborativas".

Nesse vídeo, Chiharu Shiota fala um pouco sobre sua obra (em inglês, mas tem legendas em português) e também há cenas em que ela aparece em uma coleta de cartas na Liberdade:


No fim, ela diz:
A carta, o sapato e a mala pertencem à vida humana. As pessoas andam por aí [usando sapato], com a vida dentro da mala, e o sentimento e o coração estão aqui, com as cartas. Estão todos conectados.



O quê? Mostra "Chiharu Shiota - Em busca do destino"
Quando? De 12/09/15 a 10/01/16; de terça a sexta, das 10h às 21h30; sábados, das 10h às 20h30; domingos, das 10h às 18h30
Onde? SESC Pinheiros - Rua Paes Leme, 195 - Pinheiros - São Paulo-SP [a estação de metrô mais próxima é a Faria Lima; o trajeto a pé até o SESC leva, no máximo, 10 minutos]
Quanto? Grátis
Site oficial da Mostra: clique aqui
Site oficial da Chiharu Shiota (em inglês): clique aqui

***

Bônus: outras fotos que tirei no mesmo dia desse passeio, uma no próprio SESC e as outras na região de Pinheiros...


Aquário de gente 
(No SESC Pinheiros tem umas "janelas" de onde é possível ver as pessoas tendo aula de natação/ nadando... eu gosto de ficar olhando...)

Grafite no Largo da Batata (adorei isso!)

 Largo da Batata

Liquiform Toys (esculturas feitas com material 100% reciclado)
Os brinquedos amórficos, "ursos de pelúcia" alterados completamente, representam o conceito de transformação, a personalidade mudada, em constante metamorfose, e fazem um intercâmbio direto com espaços, objetos e pessoas.


Abaixo, grafites que vi a caminho do Instituto Tomie Ohtake (nesse dia também fui ver a exposição de obras da Frida Khalo e outras artistas mexicanas - assunto para outro post):




Nenhum comentário: